Fazendo Marketing Digital

O beabá do inbound marketing

Ter uma marca que renda bons frutos não é uma tarefa fácil. Se você está à procura dos melhores resultados de buscas para a sua empresa, o inbound marketing é a solução.

Leia este artigo para entender o que é, como você pode aplicá-lo em seus negócios e ver a sua marca alcançar o sucesso. Vamos lá?

A origem do inbound marketing

A Hubspot é uma empresa norte-americana de software de marketing, vendas, atendimento ao cliente e CRM, além de metodologia, recursos e suporte. E foram justamente os seus cofundadores, Brian Halligan e Dharmesh Shah, quem deram origem ao inbound marketing.

Os dois empresários criaram a estratégia quando lançaram A Hubspot, em 2006. Mas foi em 2009, com o livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, as mídias sociais e os blogs”, que a técnica se popularizou, ganhando espaço no marketing das empresas norte-americanas e mais recentemente no Brasil.

O que é o inbound marketing

Se você busca uma frase exata sobre o que é inbound, aqui está o conceito da Hubspot:

Inbound Marketing pode ser considerado qualquer tática de marketing que se baseia em ganhar o interesse das pessoas ao invés de comprá-lo.”

Agora que você já sabe a definição, é importante ir além e entender o que ela significa.

O inbound marketing, também conhecido pela sua tradução, marketing de atração, trabalha para criar relacionamentos individualizados que causem um impacto duradouro nos seus visitantes e na sua marca.

Inbound é conteúdo + contexto:

Falando em atração e encantamento, esses são dois pontos principais da metodologia do inbound, que consiste em:

  1. Atrair;
  2. Engajar;
  3. Encantar;
  4. Repetir.

Segundo a Content Marketing Infographic/ Demand Metrics, 70% dos usuários preferem conhecer uma empresa por meio de artigos ao invés de anúncios pagos. É fato que funciona, mas é necessário colocá-lo em prática corretamente.

Para que a estratégia de inbound marketing dê certo, tenha como meta o fornecimento de informações certas para a pessoa certa e no momento certo todas as vezes. 

Além disso, é essencial dedicar tempo e esforço para atrair os visitantes certos de forma sustentável e incentivar as interações com maior impacto em potencial.

Dessa forma, é possível atender às necessidades do público-alvo, viabilizando ainda seu crescimento a longo prazo.

Para que serve

A resposta final é bem simples: fazer seu negócio crescer.

Pense que você está criando conteúdo e o divulgando por meio de canais em que o seu público-alvo está.

Quando você atrai e encanta essas pessoas, está atraindo contatos com um grande potencial de compra, ou seja, você está evoluindo sua conexão com o público e ajudando no processo de venda.

Levando isso em consideração, a estratégia do marketing de atração usa o digital para atrair visitantes (o público que foi pré-determinado por você).

Esses, tornam-se leads – possíveis consumidores que deixaram seus dados em troca de alguma recompensa oferecida pela empresa.

Os leads, além de terem altas chances de se converterem em vendas reais, divulgam seu negócio.

Assim, o inbound marketing traz como resultado o desenvolvimento da sua empresa, criando mais oportunidades para vendas e prestação de serviços no futuro.

Mas é importante ter em mente que esse tipo de estratégia deve ser adotada pensando no longo prazo, não deve ser algo “de hoje para amanhã”.

Inbound Marketing x Outbound Marketing

O inbound marketing consiste em aproximar o público com conteúdo e informações relevantes a fim de atraí-lo, encantá-lo e então, vender sem impor.

Já o outbound marketing é a venda tradicional, em que o público é abordado diretamente com a venda do produto ou serviço.

Apesar do outbound parecer uma abordagem mais fria, e de fato é, não quer dizer que não funcione e não possa ser usado. Afinal, ele é fundamental em alguns casos.

A verdade é que cada estratégia deve ser pensada de acordo com o tipo de negócio, objetivos e metas a serem alcançadas.

Um negócio pode se utilizar somente do inbound ou do outbound, mas pode ainda mesclar as duas estratégias e ter um marketing mais amplo. Cada caso é um caso e devemos analisá-los com cuidado.

Como fazê-lo? 

Um bom trabalho com marketing sempre foi sinônimo de sucesso com os clientes.

Hoje em dia, o inbound marketing é uma das melhores maneiras de captar leads. Isso ocorre através de artigos disponíveis para leitura em blogs, e-books para download, fotos, vídeos, áudios, entre outras formas.

O intuito dessas estratégias é não sobrecarregar os clientes com propagandas e oferecer respostas para o que procuram.

As estratégias digitais trazem resultados mais significativos do que as tradicionais e, para isso, é preciso saber fazê-las.

Como? Nós te explicamos:

Planejamento de Marketing

Primeiramente, é preciso criar um bom planejamento de inbound marketing, pois ele é imprescindível para o sucesso da sua estratégia:

Buyer Personas

A princípio, é importante ter em mente que, apesar de estarem relacionados, buyer persona não é o mesmo que público-alvo.

As buyer personas são representações fictícias do modelo de cliente que se quer alcançar. Nela você define o perfil detalhado de um só indivíduo de maneira personalizada e humanizada, como formação, costumes, características, gostos, etc.

Já o público-alvo é uma parcela da sociedade consumidora a qual seu produto é direcionado e está relacionado a um grupo de pessoas que possuem especificidades em comum, como objetivos pessoais e profissionais, gênero, escolaridade, interesses, etc.

As buyer personas ditam a quem o conteúdo da estratégia de inbound marketing é direcionado.

Jornada de Compra

O prospect percorre um caminho até chegar à compra do seu produto ou serviço. Esse é a jornada de compra.

Durante a jornada, o prospect do marketing de atração recebe conteúdos diversos através de postagens em blogs, e-books para download, vídeos, imagens, infográficos, webinars, entre outros.

Ela possui três estágios primordiais:

Estágio 1 – Conhecimento ou aprendizagem e descoberta

Acontece quando o prospect não sabe dizer ao certo se está enfrentando algum problema ou oportunidade.

Aqui, o intuito é atrair mais visitantes e despertar o interesse através de conteúdo relevante.

Estágio 2 – Consideração

É quando o prospect já definiu clara e objetivamente se ele tem um problema ou oportunidade e qual é.

Nesta etapa, ele começa a fazer mais pesquisas buscando possíveis soluções, que podem ser encontradas através de infográficos, webinars, e-books, etc.

Estágio 3 – Decisão e compra

Aqui, o prospect já decidiu sua estratégia, método ou abordagem para a solução do seu problema ou oportunidade e, enfim, está no terceiro e último estágio, o de decisão.

Na última fase da jornada de compra é importante ter um senso de urgência aguçado para assim, levar em consideração todas as alternativas de solução, avaliar e optar pela que melhor atende às necessidades e, então, efetuar a compra.  

Funil de Vendas

Tendo definido seu público e as etapas de compra para a sua estratégia de inbound marketing, é hora de partir para o chamado funil de vendas.

O funil de vendas é um modelo estratégico que acompanha todas as fases em que o seu cliente se encontra, mostrando desde o seu primeiro contato até a finalização da compra. 

Ele está diretamente ligado à jornada de compra.

Otimização do site

Otimize o seu site incluindo mecanismos de busca e adapte-o para uma versão mobile, isso permite que seu conteúdo seja encontrado com maior facilidade e que seu site tenha melhor navegabilidade por parte dos seus potenciais clientes.

Faça uso de técnicas de SEO

Aplique as técnicas avançadas de SEO em seus blogposts. Dessa maneira, é possível fazer com que as pesquisas orgânicas tenham um impacto positivo tanto no crescimento dos negócios quanto no aumento do tráfego e conversões.

Humanize a sua marca nas redes sociais

No marketing de atração, para alcançar rapidamente o seu público, humanize sua marca nas redes sociais.

Faça apenas publicações que sejam, de fato, relevantes e interessantes, e que sejam capazes de gerar tráfego orgânico, evitando o impulsionamento pago.  

Caso seja feito algum impulsionamento de postagens, lembre de estar sempre atento às métricas para ver quais ações estão sendo mais proveitosas.

Faça testes com as postagens e atente-se aos resultados

Não tem como saber de imediato o que dará resultado ou não. No inbound marketing, tudo é uma questão de teste e não tema fazê-los.

Assim, você pode aprimorar as ações efetivas e até pagar menos para conseguir mais resultados positivos.

Crie conteúdos relevantes

Conteúdo é a chave de sucesso de qualquer estratégia de inbound marketing. É por meio dele que os usuários chegam até a sua marca e voltarão a acessá-la.

Produza conteúdo com frequência e que seja valioso para os clientes, auxiliando-os na resolução de seus problemas ou que sejam oportunos. 

Agora, você já sabe os princípios e pontos fundamentais que compõem uma estratégia de marketing de atração: origem, conceito, para que serve, diferença do outbound e como fazer.

Mas realmente funciona? De acordo com o relatório Estado do Inbound, três em cada quatro profissionais de marketing priorizam a utilização de uma aproximação inbound na sua estratégia de marketing.

No entanto, é importante lembrar que essa estratégia não é a única e tudo depende do seu negócio, do seu público e dos seus objetivos.

Agora que tal ir além do básico e se aprofundar para ser capaz de desenvolver uma estratégia de inbound marketing para o seu negócio? Confira os próximos artigos mais aprofundados sobre o tema.

Aproveite e baixe também o nosso ebook “Inbound marketing: um guia completo para criar estratégias eficientes”.

Sair da versão mobile