Guia de Carreira: Gerente de Marketing

geralt / Pixabay

A inovação tecnológica mudou a cara do Marketing, a tal ponto que as tarefas atribuídas ao Gerente de Marketing dos dias atuais diferem bastante daquelas de quem trabalhava nessa área uma década atrás. Apenas atualizar o site de empresa e emitir comunicados para a imprensa não é mais suficiente.

Surgiram novos canais, abordagens, impulsionadores, novas expectativas. O marketing como conceito e disciplina evoluiu muito.

Hoje, em um mercado altamente competitivo e mutável, as empresas precisam estar no topo das tendências e também da tecnologia. Nesse cenário, entra a figura do gerente de marketing.

O gerente de marketing é o profissional encarregado por executar tarefas destinadas à promoção e implementação de estratégias de marketing no curto e longo prazo.

Por ser tratar de um escopo bastante amplo, o gerente de marketing interage fortemente com vários departamentos de uma organização, incluindo pesquisa, desenvolvimento, fabricação, suprimentos, financeiro, vendas e, em alguns casos, até mesmo o jurídico. Dependendo do tamanho da organização, um gerente de marketing também pode supervisionar o trabalho de uma equipe de profissionais de marketing.

À medida que a tecnologia alimenta o mercado, novas abordagens de marketing deverão ser desenvolvidas.

Embora seja importante saber como criar oportunidades específicas, os próprios empreendedores do futuro também precisarão adquirir novas habilidades de estratégias de marketing que possam ser utilizadas para ajudar as empresas a atingirem seus objetivos.

No post de hoje, você vai conhecer outros detalhes sobre a profissão de gerente de marketing: o que faz, competências necessárias, sua rotina de trabalho, como é o mercado para quem quer atuar na área. Acompanhe.

O que faz um gerente de marketing?

O marketing é uma área multifacetada, permitindo que o profissional possa colocar em prática desde os métodos mais tradicionais de marketing, assim como com as novas possibilidades oferecidas pela internet, como o Marketing Digital.

É importante deixar claro que o “marketing” não é mesmo que “publicidade e propaganda”. A confusão ocorre por ser muito comum as agências contratarem profissionais de ambas as áreas.

Enquanto o marketing tem a função de determinar o que será feito no que diz respeito à promoção do produto ou serviço, a publicidade e propaganda consiste em popularizar uma ideia ou conceito e estimular o cliente a fazer a compra.

A importância do gerenciamento do marketing se dá em elaborar meios de comunicação que possam fazer a empresa alcançar suas principais metas.

Relacionamos, a seguir, alguns exemplos de como o gerente de marketing pode atuar para alcançar esses objetivos:

Desenvolvimento de marca

Uma das mais importantes funções desempenhadas pelo Gerente de Marketing é criar a identidade de uma empresa.

Muito além do design do logotipo e de outras características visuais, o profissional pode, até mesmo, pensar em sons, músicas e outros recursos que representem a empresa na veiculação de anúncios em meios audiovisuais, como rádio, TV ou internet.

Cada vez mais, ao desenvolver marcas, o gerente de marketing (auxiliado comumente por um profissional de branding) busca formas de gerar identificação sensorial para sua empresa.

Por exemplo, o som do motor de uma Harley Davidson é considerado constituinte de sua marca, nenhuma outra fabricante de motos está autorizada legalmente a produzir veículos com som igual ao de uma Harley Davidson.

Gerenciamento de peças de marketing

Comunicados internos e externos, releases para imprensa, comerciais e outros materiais promocionais também são dirigidos pelo gerente de marketing, garantindo que toda a comunicação respeite a missão da organização.

Relações Públicas

Em muitos casos, o gerente de marketing é o responsável por representar seu empregador na imprensa, em eventos beneficentes ou em qualquer oportunidade que possa tornar a presença da empresa pública.

Ele pode fazer isso de forma autônoma, com parcerias ou contratar e supervisionar profissionais com formação em Relações Públicas.

É comum que o profissional conceda entrevistas sobre produtos, serviços ou ações da empresa. Em momentos de crise, ele pode, ainda, ajudar a controlar os danos, reduzindo opiniões que seriam negativas para a marca.

Inteligência de mercado

O profissional também desempenha papel fundamental para que o seu contratante permaneça competitivo no mercado.

O gerente de marketing pode conduzir pesquisas destinadas a garantir a posição da empresa no mercado, entrevistando clientes, potenciais leads e até os consumidores da concorrência.

Ele também pode gerar relatórios sobre o estado da economia no setor de atuação da organização, permitindo que os dirigentes da organização tomem decisões estratégicas sobre o negócio, desenvolvimento de novos produtos, exploração de novos mercados e veiculação de campanhas publicitárias.

Inbound Marketing

Também conhecido como o “Novo Marketing”, o Inbound Marketing é a evolução da inteligência de mercado, propulsionado pelas novas mídias.

Entre as atividades do Gerente de Marketing de Conteúdo estão a condução de projetos de desenvolvimento de sites ou blogs, bem como as estratégias de produção de conteúdo, otimização de sites, geração de leads, social media, e-mail marketing e anúncios digitais.

Cada vez mais é demandado esse tipo de conhecimento para quem deseja trabalhar na área, uma vez que o Inbound Marketing pode gerar 54% mais oportunidades de venda do que o marketing tradicional.

Sua média de retorno sobre o investimento (ROI) é de 275%, o que faz com que mais empresas, diariamente, passem a realizar ações voltadas ao Inbound e busquem Gerentes de Marketing de Conteúdo para supervisioná-las.

As competências necessárias

O marketing é uma área multidisciplinar. O futuro gerente de marketing precisa ter amplos conhecimentos em administração, comunicação, vendas, finanças, matemática, estatística. Até mesmo as vertentes do próprio marketing, como o marketing de conteúdo, exigem dos profissionais dedicação constante e atualização contínua.

De acordo com dados, para se trabalhar como Gerente de Marketing de Conteúdo é desejado experiência profissional de, pelo menos, três anos na área e habilidades como domínio de redação e edição de textos, conhecimento de SEO (otimização de sites) e capacidade de fazer análise de métricas e dados.

No entanto, só o conhecimento não é suficiente para o sucesso do gerente de marketing. É necessário desenvolver outras competências e habilidades comportamentais decisivas que irão ajudá-lo a se destacar no mercado. Veja algumas delas!

#1 Pensamento crítico

É a base que os profissionais de gestão precisam ter para construir uma carreira de sucesso. Pensar criticamente é a capacidade de analisar situações e criar soluções eficazes para resolver problemas.

Esse mecanismo é fundamental para filtrar cenários e informações e identificar pontos que merecem atenção.

Às vezes, uma solução que poderia trazer resultados para determinada empresa talvez não seja a ideal para outra, por isso, antes de sair adotando todas as tendências e novidades, tudo deve passar pelo crivo do pensamento crítico desse profissional.

#2 Gestão de projetos e de pessoas

O gerente de marketing não precisa ter, necessariamente, um título de gerente de projetos para trabalhar. No entanto, diante das oportunidades e dos inúmeros processos e ações que ele lidera, ter essa habilidade é um grande diferencial para atuar na área.

Outra capacidade importante é saber lidar com pessoas. Se você possui um perfil centralizador, pode ser difícil ser um bom gestor. Esse profissional precisa saber confiar nas pessoas ao seu redor, ter empatia e delegar tarefas, ajudando sua equipe a desenvolver suas potencialidades e a utilizá-las no cumprimento de suas metas.

#3 Habilidades analíticas

Profissionais bem-sucedidos sabem o valor da grande quantidade de dados disponíveis e a utiliza a seu favor para conhecer o comportamento do consumidor, perceber tendências e criar esforços de marketing mais eficientes e assertivos.

Uma série de estudos é necessária para criar ações de divulgação da marca, definir quais públicos se pretende atingir, perceber as estratégias do concorrente, quanto uma campanha vai custar e por quanto tempo é necessário tê-la no mercado.

Com isso, é imprescindível desenvolver familiaridade com matemática, sendo capaz de fazer cálculos e justificar suas ideias através de números.

#4 Habilidades técnicas

A tecnologia continuará a avançar e também a influenciar o comportamento do consumidor. Dessa forma, os gerentes de marketing precisam se manter atualizados sobre as novas ferramentas de construção de relacionamento e atração de clientes.

Para competir pela atenção do consumidor será preciso, cada vez mais, dominar o uso de aplicativos e plataformas sociais amigáveis que melhoram a experiência de compra.

Além de monitorar constantemente a atividade do público e como ele interage com a marca, é preciso que seja publicado conteúdo de qualidade, com textos, imagens, vídeos ou campanhas nessas redes online.

Não basta somente passar horas na frente do Facebook ou do Twitter; é necessário saber como essas redes funcionam, o que pode ser um grande desafio, pois elas mudam as regras do jogo a todo momento.

#5 Idiomas

Ter fluência em inglês é fundamental para o profissional do marketing, principalmente se ele pretende atender empresas multinacionais.

Muitas publicações, estudos e tendências do mercado global são disponibilizadas em inglês. Até mesmo no dia a dia, boa parte das expressões utilizadas pelo profissional de marketing é estrangeira, como briefing, brainstorm, marketplace, mailing, branding, franchising, etc.

O espanhol também pode ser importante, caso ocorram reuniões entre executivos de empresas e ações de prospecção visando ao mercado da América Latina.

Formação do gerente de marketing

É comum encontrarmos pessoas formadas em Administração de Empresas, em Publicidade e Propaganda, Jornalismo ou Relações Públicas atuando como gerente de marketing.

A partir da Pesquisa Salarial e de Benefícios da Catho, é possível traçar um perfil desse profissional: 18% têm graduação em marketing, 32% cursaram MBA e 42% possuem inglês avançado.

Como trilha para atingir o cargo, o profissional pode começar a trabalhar como assistente ou analista de marketing, e alcançar a gerência após uma experiência média de 2 anos e 4 meses.

Quanto ganha o gerente de marketing?

Apesar de ser um mercado bastante concorrido, de forma geral, o cargo de gerente de marketing é bem remunerado no Brasil. No entanto, para chegar lá, é preciso que o aspirante estude e trabalhe bastante para conseguir um bom emprego. Seguir sempre se qualificando e ter experiências no exterior podem render oportunidades de crescimento pessoal e profissional.

Apostar em uma graduação extra também pavimenta o caminho até a gerência. Uma faculdade em Administração, por exemplo, pode oferecer uma visão mais ampla sobre os negócios e o papel do marketing na organização.

Tanto o curso de Marketing quanto o de Administração oferecem uma série de conhecimentos interdisciplinares, o que aumenta o número de possibilidades em termos de especialização. Com isso, o profissional tem um leque maior de opções para desenvolver a sua carreira profissional.

Os profissionais de marketing não têm um piso salarial único válido para todo o país e, muitas vezes, não há sindicatos que os represente junto aos empregadores. Dessa forma, os salários podem variar muito, dependendo do ramo e do porte da empresa.

De acordo com o mais recente guia salarial da consultoria Robert Half, a média nacional de um Gerente de Marketing em empresas de pequeno e médio porte pode variar entre R$ 8 mil e R$ 20 mil. Em empresas de grande porte, os salários podem ser de R$ 9,5 mil a R$ 25 mil. Com o cenário instável da economia, estima-se que, entre 2016 e 2017, os salários aumentem apenas entre 0,3 e 0,4%.

O mercado de trabalho

O gerente de marketing, de modo geral, é um administrador especializado em aumentar as vendas e em melhorar o relacionamento com o cliente. Dessa forma, tanto nas pequenas quanto nas grandes empresas, a necessidade desse profissional se torna prioritária, principalmente com o aquecimento do comércio eletrônico, a importância do ambiente digital e a avaliação de comportamento de consumo e de mercado.

Os deveres e as responsabilidades de um gerente de marketing variam conforme o porte e o setor da empresa, trabalhando sozinho ou liderando uma equipe. De forma geral, o profissional pode trabalhar no varejo, em indústrias e também no terceiro setor.

Como as empresas de serviços são fortemente dependentes do relacionamento com o cliente, esse segmento requisita com frequência a atuação desse profissional qualificado. Para os que têm aptidão para vendas, grandes empresas de tecnologia, por exemplo, recrutam gerentes de marketing para ajudar seu departamento comercial, auxiliando a impulsionar as vendas de produtos de alto custo e valor agregado.

Ainda existe a possibilidade de o gerente de marketing abrir seu próprio negócio e atuar como consultor, principalmente se escolher um setor que tenha carência em termos de estratégias mercadológicas, tornando-se, assim, um especialista neste mercado.

E então, está pronto para se tornar um gerente de marketing de sucesso? Ficou com alguma dúvida sobre a carreira e seus desdobramentos? Compartilhe sua mensagem nos comentários e até a próxima.